Missão

Resolver problemas complexos de conectividade em todo o mundo utilizando inteligência de dados e tecnologia.

Visão

Nos tornar referência em inovação no mercado de telecomunicações e realizar uma ativação internacional até 2022

Valores

Trabalho em equipe, protagonismo, empatia e desenvolvimento pessoal.

Os desafios da gestão de projetos em Telecom

A tecnologia tem sido grande aliada para o desenvolvimento financeiro das entidades. No entanto, temos muitos desafios a vencer na área de telecom quando falamos da realização e estruturação de processos. Um dos grandes desafios é conectar o nosso país, que tem proporções continentais, e nem sempre dispõe do melhor acesso e/ou recurso em algumas partes remotas dele.

Para tanto precisamos estudar cada novo projeto e adequar o escopo com os recursos disponíveis, tempo no prazo do cliente, padronização do serviço em qualquer parte do país e com o menor custo possível.

Em resumo, os desafios são imensos, mas nada que expertise, bons e confiáveis parceiros e uma equipe disposta a alinhar e rever constantemente seus processos buscando melhorias, não possa dar conta.

Aqui no Grupo FBR Digital seguimos alguns pontos básicos, para nortear os projetos desde o seu início, com as seguintes premissas:

 

  1. Alinhar o recebimento de demandas e estruturá-lo.

É de suma importância que a área de TI esteja bem próxima à diretoria nos momentos de tomadas de decisão e de implementação do projeto, assim, o investimento do projeto terá uma tendência a ser estruturado em prol de benefício da empresa e pensado para evitar desperdícios de recursos.

 

  1. Integralização de sistemas operacionais dentro da empresa

É comum o hábito de utilizarmos vários de sistemas, que, ao final de todo o processo, nos ajudam na entrega do produto. No entanto, com o tempo, fica difícil administrar todos esses sistemas e existem tarefas que necessitam de dois ou mais deles. O grande entrave desse método é que se esses sistemas não estiverem em harmonia de comunicação entre si, se tornarão mais caros e onerosos para a empresa.

 

O ideal é que façamos uso do mínimo possível de sistemas ou, que pelo menos todos tenham a capacidade de serem integrados, afim de que toda a equipe fique alinhada com mudanças de rumo do projeto em tempo real.

 

  1. Acompanhar a evolução da tecnologia e tendências de mercado

A gestão de TI não envolve apenas sistemas, mas também outras diretrizes que precisam e devem ser levadas em consideração, como por exemplo, a quantidade de inovações que surgem no mercado constantemente, pois adaptar-se e estar atento às novas tendências pode fazer toda a diferença para a sobrevivência do seu negócio.

 

  1. Mensurar e fazer análise de dados

No meio dos projetos considera-se que não se pode melhorar o que não se pode medir. Precisamos fazer a maior coleta de dados possível para podermos comparar, mensurar e melhorar sempre. Muitas vezes uma informação pode parecer irrelevante, mas tente guardar estes dados sempre que possível, pois acredite em mim, em algum momento eles serão necessários para melhorias dentro do processo.

Seguindo essas premissas e ajustando conforme a necessidade da equipe, o índice de assertividade será maior, mais lucrativo e poderá ainda otimizar tempo, podendo ser utilizado para corrigir erros identificados a partir dos dados coletados.

Micheille Oliveira

Procurement